10 perguntas e respostas sobre manchas na pele e melasma

compartilhar:

Sabe aquela manchinha na pele? É só uma questão estética ou é perigosa? Manchas claras e escuras são diferentes? Reunimos essas e mais perguntas comuns sobre manchas na pele e Melasma e repassamos para nossa consultora médica. Confira as respostas:

 

1- Doutora, muitas pessoas têm problemas com manchas na pele?

Sim, muitas pessoas que procuram o consultório do dermatologista querem tratar as “manchas na pele”.

 

2- Quais tipos de manchas existem?

Há várias formas, tamanhos e cores de “manchas na pele”. Simplificadamente, agrupamos em “manchas claras” e “manchas escuras”.

 

3- Quais são os tipos mais comuns de manchas escuras?

Alguns exemplos de manchas escuras são: melasma, sardas, “manchas de nascimento”, pintas, dentre outras.

 

4- Por que o dermatologista se preocupa tanto com as manchas escuras?

Muitos tipos de manchas escuras causam problemas cosméticos. Algumas acarretam apenas dano “estético”, outras podem afetar a saúde física e mental do paciente. Por isso é importante identificar o problema logo no início!

 

 

5- Eu confundo melanoma com melasma. O que é melanoma e o que é melasma?

O melanoma é um câncer de pele muito maligno e que pode levar a morte do paciente! Ele se origina de células chamadas de melanócitos. Os melanócitos produzem a melanina que é um dos pigmentos responsáveis pela cor da pele. O melanoma aparece quando as células que dão cor à pele tornam-se cancerosas. Esse tipo de câncer espalha-se rapidamente para outros órgãos e tecidos do corpo, por isso o diagnóstico deve ser o mais rápido possível. Geralmente ele se desenvolve a partir de “pintas” (nevos). O melasma não´é um câncer de pele!

 

6- Então, o que é o melasma?

O melasma também é conhecido como “máscara da gravidez”. Aparece como mancha (ou manchas) marrom ou castanho escura, variando desde o tamanho de uma moeda até vários centímetros, aparecendo no rosto e/ou no corpo.

 

7- Onde aparece o melasma?

Aparece nas áreas expostas ao sol, é bastante comum em mulheres grávidas ou naquelas que fazem tratamento com hormônios femininos, como no uso de pílulas anticoncepcionais ou nas terapias de reposição hormonal.

 

8- O melasma pode levar a morte?

Não, o melasma não é um câncer de pele e por isso “não mata” o paciente! No entanto, as manchas podem causar grave transtorno psicológico e, em casos graves, pode ser “desfigurante”, levando a baixa autoestima, isolamento social e até depressão.

 

9- Quem tem melasma?

Geralmente a queixa é mais comum nas mulheres que nos homens e nas pessoas morenas, com a pele escura, como africanos, asiáticos e latino-americanos. No entanto, o melasma pode aparecer nos homens e também nos pacientes de pele clara. No Brasil, devido a intensa mistura étnica, temos pessoas com variados tons de pele, desde branco com a pele fina transparente, até o negro; passando pelo branco capaz de adquirir bronzeado leve, ao moreno claro, médio e escuro. Essa diversidade tipicamente brasileira faz com que o melasma possa aparecer e quase “todos os tipos de pele”.

 

10- O melasma tem cura?

Não podemos afirmar que o melasma tenha cura, o tratamento é prolongado e difícil, mas pode ser controlado com proteção da pele contra a radiação solar (com uso de bonés roupas, chapéus, óculos, vestimenta adequada e com filtros solares). Para uso de tecnologias, como laser, radiofrequência, ultrassom, deve-se seguir rigorosamente a orientação do seu dermatologista!

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.