Psoríase

compartilhar:
o autor

Formada pela UNIFESP, com título de especialista em Dermatologia e membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e da AAD (American Academy of Dermatology), a Dra Érica Monteiro escreve regularmente para o Dermatologia.
informações de contato da Dra. Érica Monteiro

Tenho recebido muitos e-mails solicitando que fale mais sobre a psoríase. Por isso, esse será o assunto abordado hoje.

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica e benigna, que está relacionada à transmissão genética, mas que também necessita de fatores desencadeantes para o seu aparecimento ou piora. Sua ocorrência é bastante comum, afetando de 1% a 2% da população mundial. Acomete igualmente homens e mulheres e pode também aparecer em crianças. O fator estético é uma  preocupação importante dos pacientes, que sofrem impactos negativos sobre sua auto-estima e qualidade de vida. 
A psoríase causa lesões vermelhas e descamativas. Geralmente arredondadas ou ovais, mas às vezes elevadas. As escamas são secas e esbranquiçadas, podendo variar de pequenas e finas até espessas e grandes. Essas lesões podem provocar coceira ou mesmo sensação de dor e incômodo nas regiões afetadas. A psoríase é freqüente nas regiões submetidas a traumatismos repetidos, como joelho, cotovelo ou nádegas. Unhas e couro cabeludo também podem ser afetados

Existem dois picos de idade de prevalência na psoríase: antes dos 30 e após os 50 anos. Entretanto, em 15% dos casos a doença surge antes dos 10 anos de idade e ocorre em todas as raças, sendo mais freqüente na raça branca. A hereditariedade é uma das características importantes para o aparecimento da psoríase. Há uma alteração na programação genética da pessoa. Assim, existem famílias em que a psoríase é muito comum entre irmãos, primos, pais e filhos etc. Em outras famílias, a doença simplesmente não aparece. A pessoa nasce portadora e a doença pode se manifestar clinicamente em qualquer fase da vida.
São importantes as orientações gerais e individualizar o tratamento conforme as características de cada paciente. Devemos lembrar do aspecto não contagioso da doença e dos fatores desencadeantes, como o estresse, o frio, a exposição excessiva ao sol, algumas comorbidades (diabetes não-controlado, surtos infecciosos) e o uso de alguns medicamentos. O tratamento diminui as lesões nos momentos de piora e mantém o paciente o máximo de tempo possível sem lesões na pele. A remissão da psoríase pode durar dias, meses, anos ou mesmo toda a vida. Por isso, o paciente tem a impressão de cura.  

Amanhã abordarei aspectos referentes ao tratamento da psoríase.

Dra. Érica Monteiro – Dermatlogista

11-50441064

www.dermatologia.com.br

o autor

Formada pela UNIFESP, com título de especialista em Dermatologia e membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e da AAD (American Academy of Dermatology), a Dra Érica Monteiro escreve regularmente para o Dermatologia.
informações de contato da Dra. Érica Monteiro

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

8 Comentário

adriana maria mendes

tenho psoriase a3trea anos nao consigo controlar e ela ta muito cronica nunca consegui sara duurante esse tempo vc pode me ajudar.DR.Erika

Dra. Érica Monteiro

Adriana, primeiro é necessário classificar a sua psoríase: localizada ou generalizada, ou pustulosa, eritrodérmica, em placas, gutata,…Isso direcionará o tratamento para os produtos tópicos e/ou sistêmicos e a indicação de tratamentos novos como os agentes biológicos. Não é possível curar a psoríase, mas é possível controlar a doença com o tratamento e a orientação adequada.
Recomendo consultar pessoalmente seu médico dewrmatologista.
Atenciosamente,
Dra. Érica Monteiro – Dermatologista

11-50441064

frederica

Oi !
meu filho de 8 apareceu faz 2 dias com algums dos dedos da mão com a pele descamando, não dói, não coça…só parece que a pele esta abrindo (sem ser ferida). O que pode ser ? e tem
urgência de procurar consulta?
abraço e obrigada
frederica

Ailthon Bomfim

Ha varios dias apareceu uma lesao no meu corpo com um formato de circulo,porem,esse doe e fica vermelhado.O que pode ser?

CYNTHIA MARTIN PEREIRA DE MELLO

Posso hidratar o couro cabeludo de quem tem psoriase. Qual a indicação e qual produto devo usar? e qual deve evitar.Estou perguntando isso ,pois minha irmã tem psoriase na cabeça ,ela diz que encomoda muito , o que devo fazer para diminuir a coceira que ela sente .me ajude.

Tininha

É possivel a psoriase desapareça sem nem usar medicamentos?? Tive Psoriase e desapareceu a mais de 1 ano e não voltou mais, isso é possivel???

Andrey

Olá,
tenho 12 anos, mais tenho psoríase desde os 6 anos, sei que a ela pode ser causada por fundos emocionais, por exemplo, se a pessoa estiver mal-humorada ou triste, nervosa, ela pode aparecer em várias partes do corpo. Eu já tive nas canelas, nas coxas no braço, tronco, e um pouco até no rosto, mais o meu é hereditário, meu avô tinha, meu pai tinha, meu tio e meu primo têm…

No começo usei uns produtos mais não foram muito bom…Só pioraram! O bom é tomar bastante o Sol da manhã nas partes em que tem psoríase, e eu uso um remédio se caso a minha voltar a aparecer que graças a Deus ela sumiu, mais eu uso uma pomada que chama DIPROSALIC.

Espero ter ajudado, abraços.

Deise Soares

OI GOSTARIA DE SABER O QUE DEVO PASSAR NA MINHA PELE,POIS JÁ CONSULTEI COM VÁRIOS DERMATOS TOMEI REMEDIOS,PASSEI POMADAS,LOÇÕES E NADA CURA,TENHO FERIDAS POR TODO CORPO SÃO VERMELHAS COÇAM TIPO UMA DESCAMAÇÃO.OBRIGADA!!♥